Aprenda Como Personalizar o seu Perfil do Twitter


Você gosta da página padrão dos perfis no Twitter? Ótimo, então você não precisa ler este artigo!Mas para aqueles que preferem dar um toque pessoal ao perfil quando estiver navegando pelo site, nós oferecemos a opção de personalizar a página. Quando você cria uma página personalizada, todo conteúdo visto no Twitter será definido no tema escolhido. Você não somente terá um perfil exclusivo, que será visto por todos aqueles que visitarem sua página bem como, estará criando uma experiência única e personalizada para você mesmo no Twitter.

Para personalizar a sua página:

  1. Entre na sua página twitter.com
  2. Clique em Configurações, na barra de navegação na parte superior da página, (ou vá parahttp://twitter.com/account/settings)
  3. Clique em Aparência na sexta aba da barra de navegação
  4. Selecione um modelo, clicando sobre ele, ou carregue a sua própria imagem de fundo clicando em "Alterar imagem de fundo." (figura 1) 
  5. Salve as alterações quando terminar
  6. Se você quiser personalizar a barra lateral e as cores de fonte da sua página, clique em "Alterar cores"
  7. Clique em qualquer uma das caixas para mudar as cores, clique em Concluído quando tiver terminado. (Figura 2)
    Figura 1:
    Figura 2:
    Nota: As imagens de fundo devem ser nos formatos PNG, GIF e JPG, menor que 800k. Se o tamanho do arquivo de sua imagem for maior, a melhor maneira de diminuí-lo é usando um programa para editar a imagem ou um aplicativo para diminuir fotos. GIFs animados não são suportados como imagens para plano de fundo.

    Está com problemas?

    Se você estiver enfrentando problemas para carregar a sua própria imagem de fundo, clique aqui para mais dicas de como fazê-lo.  
    Fonte: Twitter


    Estudantes do Rio Grande do Norte criam rede social para mortos

    Uma plataforma digital, criada por três amigos na cidade de Caraúbas, na região do médio Oeste do Rio Grande do Norte, está utilizando uma plataforma para a construção de perfis de pessoas que já morreram.

    Fonte: G1

    O CASO VISOU NA GESTÃO DE REDES SOCIAIS


    DEPOIS DE RECEBER CRÍTICAS, EMPRESA DELETA PÁGINA NO FACEBOOK E REABRE DEBATE SOBRE O MARKETING NAS REDES SOCIAIS


    Não foi só o site da Visou que saiu do ar após a empresa ganhar destaque nas redes sociais por xingar uma cliente que questionava o atraso na entrega de um pedido.  No fim da tarde desta terça-feira (11/09) a  fan page da empresa no Facebook e a página pessoal de uma das proprietárias do negócio, Natasha Souto, também não existiam mais.
    Questionada por Época NEGÓCIOS, Natasha afirmou que deletou a página da rede social porque "só tinha spam". Ela não quis comentar, no entanto, a acusação de plágio no pedido de desculpas publicado na rede e nem falar sobre outros clientes que também alegaram ter recebido tratamento grosseiro por parte da empresa.
    Para a professora de marketing digital da ESPM, Sandra, o caso demonstra o desconhecimento ainda existente sobre como lidar com o consumidor nas redes sociais. "As empresas acham que ainda podem trafegar no mundo digital como faziam antes, em uma estrutura de cima para baixo, na qual a empresa fala e ninguém retruca. Vivemos um momento em que o consumidor tem mais poder e por isso é extremamente importante ter pessoas bem qualificadas para gerir a imagem da empresa", afirma.
    Sandra não acredita que o caso possa ter sido uma tentativa de marketing viral, como chegou a ser cogitado por alguns internautas, e classifica a retirada da fan page da empresa do ar como uma atitude desesperada. "Que imagem você vai construir falando mal de um cliente? As empresas precisam estudar esse mundo virtual e entender o perfil do cliente", afirma. Como exemplo de sucesso, cita virais recentes como a Gina Indelicada e o vídeo criado pelo Spoleto,  que geraram retorno positivo para as marcas.
    Já o especialista em mídias digitais Souza, acredita que atitude da empresa de deletar a fan page do Facebook pode ter sido acertada. "É um ato covarde. Mas considerando o desserviço que a empresa prestou e o fato de que cada coisa que eles faziam só piorava a situação, pode ter sido o melhor a ser feito. A empresa morreu depois desse caso", afirma.
    O primeiro erro na estratégia para lidar com o caso, segundo o especialista, foi expor o funcionário que teria sido o responsável pelos palavrões e xingamentos. "Eles poderiam ter aproveitado a notoriedade para gerar uma reação positiva com um pedido sincero de desculpas. Eles demoraram para agir e agiram mal. Agora podem ter que lidar até mesmo com uma questão trabalhista por ter exposto o funcionário", diz.
    RETRATAÇÃO VISOU (FOTO: À ESQUERDA O TEXTO PUBLICADO NA PÁGINA DA VISOU E À DIREITA O TEXTO DO SITE ACREANO)

    Das lições que podem ser aprendidas com o caso, Souza diz que a principal é não deixar pessoas inexperientes cuidarem das redes sociais de uma empresa. "Não é porque você joga futebol que vai ser técnico da seleção brasileira. Da mesma forma, não é porque alguém usa a internet com frequência que pode gerenciar as redes sociais", afirma.
    Se mesmo com todos os cuidados, a companhia ainda se ver na iminência de um processo, a melhor saída é apoiar o cliente. "A empresa sempre deve jogar a favor do cliente. Nesse caso faltou maturidade profissional e ficou claro o problema que é colocar gente inexperiente para gerenciar as redes sociais", diz.

    Fonte: Época Negócios


    Siga Época NEGÓCIOS nas redes sociais
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...